terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

DIETA ESPIRITUAL





Excesso de peso? Comece agora sua dieta espiritual

Não sei se você já passou pela experiência de ter engordado. Difícil encontrar alguém vivendo neste mundo de calorias, onde somos testados a nos controlar diante dos excessos, que não saiba o que é estar ainda que momentaneamente, acima do peso.
Nós mulheres, em função dos padrões sociais somos ainda mais cobradas a ter um corpo esbelto, aprendemos a ficar de olho na balança. Bonito é ser magro, certo? Enfim, deixando as aparências de lado, felizmente cada vez mais informações nos chegam reforçando que o importante é ser saudável e para isso não há outra maneira a não ser educar nossos hábitos.
Fazer escolhas saudáveis nem sempre é fácil, vamos combinar que uma bomba de chocolate é muito mais atrativa que uma porção de beterraba. O fato é que escolhas saudáveis nos trazem consequências saudáveis.
Neste ponto já posso dizer que este texto não é sobre dieta alimentar, quero falar sobre hábitos emocionais, reforma íntima. Não é a primeira vez que uso esta metáfora, aliás adoro trazer para o concreto algo que parece tão impalpável, abstrato: evoluir moralmente.

Assim como ocorre com o corpo nem sempre percebemos que um hábito pode estar nos trazendo consequências nocivas. È comum nos darmos conta do quanto estamos acima do peso quando nos deparamos com uma foto nossa recente ou ainda quando aquela roupa de estimação fica apertada, com os botões explodindo. "- Nossa como eu engordei!"
Com o comportamento pode ocorrer algo semelhante, nos assustamos quando algo que fizemos traz uma consequência indesejada. "- Será que eu prejudiquei aquela pessoa com o que eu disse?" "- Ah se eu tivesse dito não...!", "- Minha impulsividade só me atrapalha!"

As consequências nos ajudam a "cair na real" e decidir trabalhar por mudanças. Assim como ocorre com uma dieta alimentar, na reforma íntima teremos poucos resultados duradouros se nos propusermos a mudanças radicais. Vale analisar nossas tendências e ajustar transformações que sejam possíveis de serem alcançadas paulatinamente. Mas é necessário decidir que já é hora de tomar uma atitude, como ilustrado nas imagens que coloquei aqui, retiradas de uma interessante campanha publicitária de uma academia de ginástica da Costa Rica.
Como outras coisas que fazemos na vida, você pode estabelecer metas diárias do que deseja alcançar, mas não se esqueça de observar seus sentimentos e emoções. Eles dizem muito sobre as motivações das nossas ações e escolhas.
Evite comparações, a trilha é sua. Não importa quanto tempo você demore para atingir uma meta e sim seu trabalho constante, sua persistência.
Será que você já sabe qual é o comportamento que tem causado consequências nocivas para a sua saúde espiritual?

Você já viveu o "efeito sanfona" com as suas imperfeições? Ou seja, parecia que algo estava mais do que superado e inesperadamente lá estava você repetindo os mesmos erros!
Isso é natural, faz parte do processo. Escolhas saudáveis precisam ser constantes, mas como você já entendeu a analogia, vou deixar que você pense no seu cardápio desta semana para sentir a alma leve.

Um abraço
Bia

*** Ps: em homenagem a todos os amigos que assim como eu estão de... dieta!
Fonte: http://perfumeespiritual.blogspot.com/

Um comentário:

Juliana disse...

Muito bom esse texto. A dieta emocional se torna cada dia mais necessária e deve ser feita de imediato, não dá mais para adiar. Que possamos refletir nessa mensagem e colocar em prática o mais rápido possível. Precisamos olhar mais para nós mesmos e observar nossas atitudes e sentimentos para que possamos modificá-los.
Cuidar do corpo físico e da alimentação é necessário, mas o essencial é cuidar das nossas emoções, pensamentos e comportamentos.