quarta-feira, 30 de junho de 2010

TARDE DE CHÁ E CHOCOLATE

VAMOS PARTICIPAR!
Convites na Secretaria da Casa do Caminho, com a Jussara ou Edelvis.
LOCAL: Estrada Barra Mansa x Bananal, 2801 - Km 4 - Cotiara - Barra Mansa -RJ



terça-feira, 29 de junho de 2010

ETAPAS DA ALTERIDADE


Alteridade, uma palavra que merece atenção nos programas de educação e melhora à luz do Espiritismo humanitário.
Consideremo-la como sendo a singularidade alheia, o distinto, aquilo que é "outro", a diferença que marca a personalidade de nosso próximo.
...
Conviver é, de fato, um desafio.
A humanidade terrena, nesse início do terceiro milênio, começa a se preocupar em delinear nos seus projetos educacionais a habilidade de "aprender a conviver" como um dos quatro magistrais pilares para todos os conteúdos das escolas do mundo. Muito relevante essa medida, tomando por base que esse será o milênio do homem interior, em contraposição aos últimos mil anos que fundamentaram a era do homem exterior, o homem das conquistas para fora, sendo agora o momento das conquistas e vitórias íntimas: a era do amor falado, sentido e aplicado.
...
Delieneemos essas etapas do crescimento moral e espiritual em três: primeiro o desejo de melhora, posteriormente a interiorização e finalmente a transformação. Em cada uma dessas vivências dilata-se a consciência para uma concepção mais apurada daqueles que jornadeiam conosco no carreiro das experiências de cada instante. Em cada uma, a singularidade "daquele que é o outro" toma uma conotação de conformidade com a maturidade afetiva e moral de cada um.
...
..., deixemos claro que todo processo de mudança interior obedece a esse espírito de sequencia natural. Sem desejo de melhora não existe motivação para quaisquer empreendimentos de renovação. Sem a etapa da interiorização não se deflagra o conhecimento fidedigno do trabalho a ser efetuado na intimidade de si mesmo. E a transformação é o resultado e o objetivo para o qual todos caminhamos na evolução. Esse dinamismo interior é processual e ninguém estagia em uma ou outra separadamente.
...
QUER SABER MAIS? Leia na íntegra o capítulo 19 do livro MEREÇA SER FELIZ - Superando as Ilusões do Orgulho, pelo espírito Ermance Dufaux, psicografaado por Wanderley S. de Oliveira, Editora Dufaux, 2002.
Participe do Grupo de Estudos do livro MEREÇA SER FELIZ, às quartas-feiras, em dois horários: às 14h e às 19h30. Logo após, na sequência, participe também do Curso sobre Mediunidade.
LOCAL: Casa do Caminho, Estrada Barra Mansa x Bananal, 2801, Km4, Cotiara, Barra Mansa-RJ.

domingo, 27 de junho de 2010

TU ME AMAS?

"Depois que eles comeram, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, tu me amas mais que estes? Sim, Senhor, respondeu ele, tu sabes que eu te amo. Apascenta os meus cordeiros, acrescentou Jesus. "Perguntou-lhe segunda vez: Simão, filho de de João, tu me amas? Sim, respondeu ele, tu sabes que eu te amo. Apascenta os meus cordeiros, disse-lhe Jesus. "Terceira vez perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Contristou-se Pedro, porque pela terceira vez lhe perguntara: "Tu me amas?" E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas: tu bem sabes, que eu te amo. Apascenta as minhas ovelhas, disse-lhes Jesus."

João, 21: 15-17


"...muito do Novo Testamento foi originalmente escrito em grego, e os gregos usavam várias palavras diferentes para descrever o multifacetado fenômeno do amor.
Se bem me lembro, uma dessas palavras era eros, da qual deriva a palavra erótico, e significa sentimentos baseados em atração sexual e desejo ardente.
Outra plavra grega para amor, storgé, é afeição, especialmente com a família e entre os seus membros.
Nem eros nem storgé aparecem nas escrituras do Novo Testamento.
Outra palavra grega para amor era philos, ou fraternidade, amor recíproco. Uma espécie de amor condicional, do tipo "você me faz o bem e eu faço o bem a você".
Finalmente, os gregos usavam o substantivo agapé e o verbo correspondente agapaó para descrever um amor incondicional, baseado no comportamento com os outros, sem exigir nada em troca. É o amor da escolha deliberada.
Quando Jesus fala de amor no Novo Testamento, usa a palavra agapé, um amor traduzido pelo comportamento e pela escolha, não o sentimento do amor."

Fonte: trecho extraído do livro O MONGE E O EXECUTIVO, de James C. Hunter, Editora Sextante, 2004.

domingo, 20 de junho de 2010

FLUIDOS E VIBRAÇÕES

Não devemos dar maior importância aos fenômenos psíquicos periféricos...
Muitos se preocupam em identificar a natureza dos fluidos e das vibrações, de encarnados e desencarnados.
Somos o que pensamos.
O pensamento é a base do nosso mundo interior.
As emanações que nos são próprias advêm do que somos em profundidade - são efeito e não causa.
Há quem diga: "A vibração de fulano é pesada..."
Outros comentam: "Os fluidos daquela pessoa não são nada bons..."
Quando nos sentimos com vibrações negativas, significa que não estamos bem intimamente ou que estamos nos permitindo incomodar por quem não esteja.
Ninguém modifica o seu ambiente exterior, sem que promova mudanças internamente.
Fluidos e vibrações que muitos percebem à sua volta podem estar partindo de si mesmos.
Por que essa tendência de sempre colocar a culpa em alguém?
"Fulano não tem boa vibração..." Ora, como é que sabemos?
Precisamos combater, em nós próprios, a inclinação de rotularmos as pessoas de obsedadas...
Por que o desequilíbrio não pode ser nosso?...

Fonte: do livro DOUTRINA VIVA, p. 85, pelo Espírito Francisco C. Xavier, pelo médium Carlos A. Baccelli, Casa Editora Espírita "Pierre-Paul Didier"

sexta-feira, 18 de junho de 2010

FISIOTERAPIA


A Casa do Caminho oferece a todas as pessoas, homens e mulheres, a oportunidade de se fazer fisioterapia em um ambiente tranquilo e em harmonia com a Natureza. A atividade é oferecida gratuitamente.

O objetivo da Fisioterapia é trazer o bem-estar físico e mental, relaxamento e alívio de dores, utilizando-se de diversas técnicas e equipamentos, proporcionando uma melhora nas atividades da vida diária.

Procure a Casa do Caminho para mais informações. E participe!



quinta-feira, 17 de junho de 2010

CORPOS ASTRAIS

EQUILÍBRIO EMOCIONAL

Em momentos de desequilíbrio emocional, é muito fácil sintonizar-se com forças ocultas da vida e, assim, agravar sensações como desespero, angústia ou solidão. É preciso buscar vigorosamente a conexão com o Alto ao primeiro indício de instabilidade das emoções, aprendendo a reconhecê-las e vivenciá-las com a máxima serenidade.

"Na medida em que tomamos os estados emocionais, as disfunções da moral e do sentimento como energias latentes e atuantes através do psiquismo humano, podemos, com toda a certeza, afirmar que o comportamento equilibrado, a atitude sadia e a prática dos preceitos morais segundo nos ensina o Evangelho estão longe de se constituírem atividades puramente religiosas ou místicas; são, na verdade, uma resposta científica de nível energético superior. Ora, sabendo que tais atitudes e comportamentos geram e nutrem correntes de energias ou campos magnéticos que, comprovadamente, influem de forma positiva e eficaz no equilíbrio e na harmonia do cosmos orgânico-espiritual, a terapêutica evangélica soa-nos como uma fórmula de quimismo espiritual, pois interfere diretamente nos campos de vibrações responsáveis pela interação espírito-períspirito-corpo físico, produzindo o estado de saúde psicofísica.

Fonte: do livro MEDICINA DA ALMA, p. 43-44, Robson Pinheiro pelo espírito Joseph Gleber, Casa dos Espíritos Editora.

terça-feira, 15 de junho de 2010

PERSEVERAR E VENCER

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu."
Eclesiaste, 3:1

Você assumiu os empreendimentos espirituais como quem descobre uma mina de refazimento e estímulo.
Começado os primeiros labores, logo percebe significativa e inesperada desmotivação, provocando-lhe caos na segurança que você começava a desenvolver.

Sem possibilidades de ajuizar sobre como administrar a pressão que lhe consome, dá início, através das mentalizações, a criação de embaraços e barreiras de toda ordem para manter sua cooperação.
Persevere ainda assim.

Desabafe seu constrangimento com alguém.
Vigie as decisões.
Esforce-se para não se ausentar dos ambientes de serviço, e não pare de realizar.
Quanto mais se acentuem os impedimentos, mais desdobre-se no amor ao bem.

Se parar, não entenderá as profundas lições que lhe são reservadas na busca das soluções dos problemas que lhe afligem.
Para ter valor, o aprendizado reclama os testes e a nota.
Persevere sem desculpismos e deixe com o tempo, mestre valioso, as respostas que agora não compreende.
Fazendo assim, você vencerá, e vencer é sinal de melhora e libertação.
Há tempo para tudo, inclusive para a vitória.

Fonte: do livro RECEITAS PARA A ALMA, Wanderley Oliveira, pelo Espírito Ermance Dufaux.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

RETRATO DE JESUS

Em Roma, no arquivo do Duque de Cesadini, foi encontrada uma carta de Públio Lêntulus, Legado na Galiléia do Imperador Romano Tibério César.
Eis a carta que é um retrato fiel de Jesus:

"Existe nos nossos tempos um homem, o qual vive atualmente de grandes virtudes, chamado Jesus, que pelo povo é inculcado profeta da verdade e os seus discípulos dizem que é filho de Deus, criador do Céu e da Terra e de todas as coisas que nela tenham estado; em verdade, a cada dia se ouvem coisas maravilhosas desse Jesus; ressuscita os mortos, cura os enfermos; em uma só palavra: é um homem de justa estatura e é muito belo no aspecto.
Há tanta majestade no rosto, que aqueles que o vêem são forçados a amá-lo ou a temê-lo. Tem os cabelos da cor da amêndoa madura, distendidos até as orelhas e das orelhas até as espáduas, são da cor da terra, porém mais reluzentes.
Tem no meio de sua fronte uma linha separando os cabelos na forma em uso nos Nazarenos.
O seu rosto é cheio, o aspecto é muito sereno, nenhuma ruga ou mancha se vê em sua face de uma cor moderada; o nariz e a boca são irrepreensíveis.
A barba é espessa, mas semelhante aos cabelos, não muito longa, mas separada pelo meio; seu olhar é muito especioso e grave; tem os olhos graciosos e claros; o que surpreende é que resplandecem no seu rosto como os raios do sol, porém ninguém pode olhar fixo o seu semblante, porque quando resplende, apavora, e quando ameniza faz chorar; faz-se amar e é alegre com gravidade.
Diz-se que nunca ninguém o viu rir, mas antes, chorar.
Tem os braços e as mãos muito belos; na palestra contenta muito, mas o faz raramente e quando alguém dele se aproxima, verifica que é muito modesto na presença e na pessoa.
É o mais belo homem que se possa imaginar, muito semelhante a sua Mãe, a qual é de uma rara beleza, não se tendo jamais visto, por estas partes, uma donzela tão bela...
De letras, faz-se admirar de toda a cidade de Jerusalém; ele sabe todas as ciências e nunca estudou nada.
Ele caminha descalço e sem coisa alguma na cabeça.
Muitos se riem, vendo-o assim, porém em sua presença, falando com ele, tremem e o admiram.
Dizem que um tal homem nunca fora ouvido por estas partes.
Em verdade, segundo me dizem os hebreus, não se ouviram, jamais, tais conselhos de grande doutrina, como ensina esse tal Jesus; muitos judeus o têm como Divino e muitos me querelam, afirmando que é contra a lei de tua Majestade.
Diz-se que este Jesus nunca fez mal a quem quer que seja, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele tem praticado afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde."

PUBLIO LÊNTULOS

terça-feira, 8 de junho de 2010

domingo, 6 de junho de 2010

PÉROLAS DE ERMANCE

Fonte: do livro ESCUTANDO SENTIMENTOS, pelo Espírito Ermance Dufaux, pelo médium Wanderley S. de Oliveira, Editora Dufaux